CONECTA 2012 – Explorando repositórios, referatórios e a web 2.0 na construção colaborativa e compartilhamento do conhecimento

Recentemente foi publicado na web o vídeo da palestra que fiz no evento Conecta 2012. Na palestra, apresento definições gerais sobre Recursos Educacionais Abertos (REA), perfis de usuários, bem como diferenças tecnológicas e conceituais de alguns repositórios e iniciativas de REA. Abaixo o vídeo da palestra com duração de 1:18 min (incluindo perguntas e respostas) e os slides que usei na apresentação.

Advertisements

REA, MOOCs e EAD: João Mattar entrevista Andreia Inamorato

Recursos Educacionais Abertos: pelo livre acesso ao conhecimento | Revista Escola Pública

Matéria publicada na Revista Escola Pública em março de 2013.

Clique: Recursos Educacionais Abertos: pelo livre acesso ao conhecimento | Revista Escola Pública.

Simpósio Baiano de Inovação em EAD

Acontece dia 02 e 03 de abril o Simpósio Baiano de Inovação em EAD no Instituto Anísio Teixeira, Salvador – Bahia

O evento tem o apoio da ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância) e conta com a participação de professores, pesquisadores e consultores de todo o Brasil para discutir o tema da inovação em educação a distância (EAD). Dentre os temas discutidos no simpósio, com a perspectiva de inovação, estão Recursos Educacionais Abertos, Inovação em AVAS, legislação de EAD, a EAD no Estado da Bahia e no Brasil, EAD no ensino médio, institucionalização de EAD e tutoria e prática docente.

O presidente da ABED Fredric Litto abriu o simpósio com o tema Fortalecimento da EAD na Bahia, e citou a importância do estabelecimento de uma cultura de inovação no Brasil na qual o livre trânsito de novas ideias seja respeitado e encorajado, de modo a não ser subestimando ou vetado por ‘fazeres tradicionais’ ou burocracias. Mencionou que o magistério superior no Brasil não possui uma progressão na carreira por mérito, o que desmotiva ideias inovadoras e o comportamento empreendedor na academia.

A minha apresentação sobre REA tratou do uso das tecnologias de formas inovadoras, de modo a promover práticas educacionais abertas (PEA) nas instituições de ensino e no dia-a-dia do educador:

Estes vídeos complementam os slides (há legenda em português)

Semana da Educação Aberta 2013 – Os 4 Rs dos REA

open education week 2013A Semana da Educação Aberta 2013 (Open Education Week) começou!

Este ano a Open Education Week apresenta várias opções de palestras e discussões síncronas e assíncronas, além de projetos e vídeos. Confira aqui a programação do evento online. Twitter #openeducationwk

Em colaboração com a Prefeitura do Rio e Secretaria Municipal de Educação do Rio (SME-RJ), contribuímos com um vídeo, no qual falamos dos 4Rs dos REA: reusar, revisar, remixar e redistribuir, veja (4’26”):

UNESCO publication: Open Educational Resources in Brazil

UNESCO IITE - Institute for Information Technologies in Education - has released a publication on open educational resources in Brazil:

(Portuguese version to come) - UNESCO URL: http://iite.unesco.org/publications/3214695/

 

Pesquisando Escolas Virtuais no Brasil – Projeto Europeu VISCED

O projeto VISCED (Virtual Schools and Colleges in Education) visa a fazer um inventário de iniciativas inovadoras em aprendizagem baseadas em TICs (tecnologias de informação e comunicação) no ensino fundamental, médio e técnico voltadas para alunos de 14-21 anos de idade. Este inventário se dá por meio de uma revisão sistemática das iniciativas européias e internacionais das escolas virtuais, investigando a funcionalidade de suas operações, pedagogias,  ferramentas e práticas de sucesso que sirvam de exemplo para a comunidade educativa. Os exemplos de escolas virtuais encontrados são disponibilizados ao público interessado (pesquisadores, professores, educadores, formadores de opinião, políticos, entre outros) na wiki do projeto. Por escolas virtuais, entendemos:

Escolas, colégios técnicos ou cursos superiores técnicos frequentados por estudantes entre 14-21 anos de idade, onde haja significativa evidência de que o processo de ensino e aprendizagem presencial esteja sendo substituído por processos baseados no uso da tecnologia, na aprendizagem pela Internet, cursos abertos e a distância. Tais escolas podem ser parcial ou completamente ativas no sentido da virtualidade, mas espera-se que, de qualquer forma, a virtualidade seja um componente essential nas atividades da instituição”.                                                                                                                   

(P.Bacsich, D. Newbould and A.I.Santos, 2011)

Tratando-se do Brasil, o objetivo do projeto VISCED no de 2011 é atualizar o banco de dados na wiki no que diz respeito às iniciativas de escolas virtuais em todos os estados, com o intuito de divulgar as iniciativas existentes, veicular as melhores práticas, bem como recomendar medidas de qualidade.

Para participar do projeto de pesquisa, basta que a  instituição de ensino médio ou técnico responda ao seguinte questionário virtual (leva apenas 5 minutos):

http://www.surveymonkey.com/s/MKVYMVN

Os pesquisadores responsáveis pela pesquisa no Brasil são Dra Andreia Inamorato dos Santos e Dominic Newbould. O coordenador da pesquisa é Professor Dr Paul Bacsich.

Contato: Andreia Inamorato –  ainamorato@gmail.com